Hunter´s Scotch Broth

Choose jerky beef

Ingredientes

– 1/2 kg contra filé, de preferência de sol, mas se você não tem como comprar em Montes Claros, qualquer um serve
– 50g de cevadinha de molho em água fria por 1h
– 1 cebola
– 1/2 cenoura
– 2 talos de salsão
– 1 punhado de salsinha
– 1/2 nabo em cubinhos
– 1/2 pimentão verde picadinho
– 1 folha de louro
– 1 ramo de tomilho
– 1 pitada de noz moscada
– 1 colher de sopa de páprica doce
– pimenta do reinoe sal a gosto
– 10 cogumelos frescos picados ao meio
– manteiga, óleo vegetal e azeite para fritar

Modo de preparo

Coloque os cogumelos fatiados em uma vasilha e adicione sal para desidratá-los e reserve tudo.

Na panela onde você vai fazer o caldo, frite a carne de sol picadinha na manteiga e azeite e reserve em uma vasilha com papel toalha.

Refogue a cebola, a cenoura, o salsão e o pimentão nessa panela.

Adicione os talos da salsinha picadinhos e misture bem.

Adicione os nabos, misture bem, e em seguid a cevada escorrida.

Adicione os temperos, cubra com água quente e cozinhe em fogo médio até a cevada ficar al dente.

Aqueça uma frigideira, frite os cogumelos por 5-10 minutos, junte a carne e salsinha picada.

Em um prato fundo, coloque uma porção de carne com cogumelos, cubra com o caldo e sirva com chucrute e pão de centeio.

Pirão de peixe pra acompanhar a sua moqueca

Essa receita parece poção de bruxaria, mas é gostosa

Ingredientes

1 cabeça de peixe
Cascas e cabeça de camarões
Alho
Cebola
Cheiro verde
Colorau
Caldo de peixe
Farinha de mandioca
Pimenta a gosto
Azeite

Modo de fazer

Ferva a cabeça de peixe e as cascas de camarão. Junte o caldo de peixe, o cheiro verde, sal, pimenta, azeite e vá cozinhando a sua moqueca.

Coe o caldo, coloque na panela e vá acrescentando a farinha até adiquirir a textura ideal.

É caldo, é cor de abóbara, é cremoso

Para aqueles que estiverem combalidos com alguma dor de estômago e quiserem algo leve e saboroso!

Ingredientes

– Um pedaço de abóbara
– 2 cenouras
– Meia cebola
– Alho
– Caldo de legumes
– Leite
– água
– purê de batatas
– azeite
– pimenta
– queijo ralado

Modo de preparo

Coloque a abóbara, a cenoura, o alho, a cebola e o caldo de legumes na panela, cubra-os com água e ferva. Deixe cozinhar até amolecer, bata tudo no liquidificador e reserve.

Não joogue a água da fervura fora. Ligue novamente o fogo, adicione o purê de batatas (ou farinha de trigo), leite, azeite e sal. Vá adicionando a pasta de legumes do liquidificador e mexa bem até ganhar consisÊncia.

Tempere com o molho de pimenta e rale o queijo por cima quando servir.

Não é vinagrete, mas só acompanha – Cenoura refogada

Sabe aqueles sábados que você tem uma carne na geladeira, mas nada pra acompanhar? Essa cenoura pode ser a salvação.

Ingredientes:

– Uma medida de uma bandeja pequena de cenoura ralada em rodelinhas
– 3 Dentes de alho
– ½ caldo de cogumelos ou de legumes
– Manteiga
– Sal a gosto

Modo de preparo

Pique o alho e doure-o na manteiga. Junte o caldo, dissolva-o e junte a cenoura. Refogue bem, teste o sal e deixe cozinhar sem secar. E pronto!

Sopa de ervilhas com bacon… hummmmmmm

Ficou uma delícia!



Ingredientes

– Um saco de grãos de ervilhas secas
– Água
– Sal
– pimenta vermelha
– Bacon
– Caldo de carne ou legumes
– Cebola
– Azeite

Modo de preparo

Pode abrir o saco inteiro de ervilhas, o que sobrar da massa, você pode congelar e guardar pra receita de mushy peas que eu vou ensinar daqui a uns dias.

Coloque-as de molho em água com sal durante a noite inteira. Em seguida cozinhe as ervilhas, na mesma água, até elas amolecerem bem.

Separe o caldo e reserve. Coloque as ervilhas no liquidificador e transforme-as em um purê.

Frite o alho picado no azeite, junte e refogue a cebola, acrescente o bacon defumado, deixe fritar bem e misture o purê de ervilhas.

Acrescente a água da fervura e o caldo de carne e vá mexendo até evaporar um pouco da água.

Quando ela estiver com uma textura mais firme, desligue o fogo e sirva. Se você gostar, dê uma boa borrifada com o molho de pimenta.

Sopa de cogumelos… vários deles

Adoro cogumelos, principalmente in natura. Antigamente no Brasil não se achavam muitos tipos de cogumelos, só o champignon em conserva no copinho (lembram?), mas de uns tempos pra cá começaram a surgir nas gôndolas de supermercados com generosa variedade. Salmão, shitake, de Paris, Portobello, Eyringii, hidratake, shimeiji… a lista vai indo.

E aproveitando o tempo frio, que tal fazer uma sopa com eles?

Ingredientes:

– 2 bandejas de cogumelos de Paris
– 1bandeja de shitake
– 1 bandeja de hidratake
– Shoyu
– Conhaque
– alho
– cebola ou alho poró
– azeite
– pimenta calabresa e do reino
– cebolinha e salsinha
– creme de leite (opcional)
– maizena
– pão

Modo de preparo

Em uma panela, esquente meio litro de água. Se você quiser, pode dissolver um caldo de carne nela.

Pique os cogumelos. O shutake possui uns cabinhos duros, solte-os, pique-os e guarde-os. Em uma vasilha, junte todos, tempero com a pimenta do reino e despeje azeite por cima. Misture bem e deixe descansar um pouco.

Pique o alho poró ou cebola.

Na panela, frite o alho e os cabinhos do shitake no azeite, pimenta calabresa e sal e em seguida refogue o alho poró (ou cebola). Acrescente os cogumelos, feche a tampa e dê uma boa sacudida na panela pra misturar tudo. Abra e continue misturando com a colher. Vá despejando o shoyu e acertando o sal.

Jogue uma colher de conhaque por cima, misture e deixe a tampa aberta. Deixe evaporar um pouco e vá mexendo. Misture uma colher pequena de maizena para dar uma consistência mais cremosa na água.

Quando evaporar uns dois ou três dedos, misture o creme de leite e vá mexendo. Não deixe ferver. Desligue o fogo.

Salpique a cebolinha e salsinha por cima.

Sirva com pão. Se você quiser pode ralar um pouco de queijo por cima.